Vereador Luz solicita ao comitê da covid que alunos de medicina da Uninorte voltem a ter aulas práticas nos hospitais

por Victor Augusto Farias publicado 04/08/2020 11h21, última modificação 04/08/2020 11h21

O vereador João Marcos Luz (MDB), em seu discurso na sessão online da Câmara Municipal nesta terça-feira, 04 de agosto, solicitou às secretarias de saúde, tanto estadual quanto municipal, por meio do Comitê de Acompanhamento Especial da Covid do Estado do Acre e Comitê Municipal de Enfrentamento à Covid, que os alunos da segunda turma de medicina da Uninorte possam retornar às aulas práticas nos hospitais. O emedebista afirmou que o afastamento dos estudantes é prejudicial também para a população.

“A tribuna popular hoje com a participação da secretária municipal de Saude, Maria Jesuíta, e do coordenador do Comitê de Enfrentamento à Covid, Osvaldo Leal, foi de fundamental importância para todos nós. Fiz compromisso com os alunos da segunda turma de medicina da Uninorte e quero deixar aqui meu pedido. O coordenador disse que o assunto estava pacificado, mas não é o que estamos vendo na prática. É por isso que quero pedir que a segunda turma volte as aulas práticas, mas também todos aqueles que tiverem condições de fazer as aulas práticas que voltem a fazer porque nós entendemos que vai ajudar a Saúde Pública neste instante que a população mais precisa. O que a gente vê de reclamação dos gestores públicos é de falta de pessoal. É de falta de profissional. Ora, como deixa uma mão de obra desta de fora. Não podemos aceitar. É por isso que estamos pedindo que o secretário de Estado de Saúde do Acre, Alysson Bestene, a secretária Municipal de Saúde, Maria Jesuíta, e todos os envolvidos, conversem com as universidades e chamem essas pessoas para trabalhar. Além de ajudar a sociedade de forma geral neste momento de crise, também vai deixar de prejudicar esses estudantes a concluírem os seus estudos. É muito importante.

Luz afirmou que os próprios estudantes afirmam que não há aglomeração pela prática ocorrer em lugares diversos.

“Os alunos da segunda turma de medicina da Uninorte estão impedidos de fazer as aulas práticas nos hospitais e alegação foi por conta de aglomerações. Ora, eles mesmo dizem que não tem como aglomerar porque as aulas práticas são em espaços diferentes. Isto jamais poderia ser motivo de impedimento. Segundo eles, isso prejudica em 75% para que eles venham se formar no período correto. A alegação mais importante é que a presença deles contribuiria para ajudar a Saúde Pública”, concluiu o vereador João Marcos Luz.

error while rendering plone.comments