Sindicalistas da Saúde vão à Câmara e reivindicam reformulação do PCCR e criticam implantação de ponto eletrônico.

por Lucivania Marques publicado 11/11/2021 22h35, última modificação 18/11/2021 11h10

Atendendo a propositura do vereador Adailton Cruz (PSB), o espaço Tribuna Popular na sessão desta quinta-feira (11), da Câmara de Rio Branco foi cedido para os sindicalistas da saúde, o Sr. José Augusto Pinheiro da Silva - Presidente do Sindicato dos Servidores Municipais e a Sra. Isabela Sobrinho - Vice-presidente dos farmacêuticos do Estado do Acre, que reivindicaram melhorias para classe dos servidores em saúde do município.  

A Sra. Isabela Sobrinho - Vice-presidente dos Farmacêuticos do Estado do Acre, defendeu a realização de certame efetivo para a área da saúde; e apontou urgência nas ações de: reformulação do PCCR e falta de medicamentos.

                                       

“O meu desabafo aqui para vocês, precisa efetivamente que a prefeitura time seu lugar dentro do nosso Estado de protagonista e negociar coisas razoáveis pelo menos é não fazer promessas vazias vagas em época de campanha e chega agora e dizer que não tem recurso, tem recurso, faça tratar a saúde com prioridade o que precisa dos nossos governantes e propriedade e não se prioriza a saúde na prefeitura e não no governo do Estado”, lamentou a Sra. Isabela

José Augusto Pinheiro da Silva - Presidente do Sindicato dos Servidores Municipais, agradeceu aos vereadores atuantes na causa dos trabalhadores do Município e lamentou a postura do Executivo frente aos anseios dos servidores, a exemplo da priorização da proposta de regulamentação do ponto eletrônico em detrimento da oferta de melhores condições de trabalho.

                                     

“ Então nós estamos vivendo momentos difíceis, e a prefeitura de Rio Branco vem com esse ponto eletrônico, ao invés de chamar os servidores, o sindicato para discutir produtividade, melhorar as condições de serviços, mas não querem essa discursão(…) não é isso que nós queremos, nós queremos respeito, nós queremos discutir o ponto eletrônico, nós queremos que a prefeitura respeite os servidores que fazem o trabalho de campo”, destacou o Sr. José Augusto

O autor da propositura, o vereador Adailton Cruz (PSB), se solidarizou com todos os servidores se colocou à disposição para lutar por melhorias e informou que haverá uma greve por parte do sindicato dos servidores públicos no dia 23 de novembro.

                                    

“Para que haja a abertura da negociação dos planos de carreira e das condições de trabalho e se não houver uma implementação uma agilidade da equipe técnica do prefeito a situação vai piorar e vai engrossar muito, então a gente precisa de resposta e pode contar comigo sempre”, concluiu o vereador.

 

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.