Secretária Municipal de Saúde é convocada para esclarecer falta de medicamentos na rede de atenção primária do município de Rio Branco.

por Lucivania Marques publicado 10/05/2022 16h35, última modificação 10/05/2022 21h33

Atendendo ao requerimento da vereadora Michelle Melo (PDT) a Secretária Municipal de Saúde, Sheila Andrade compareceu a Câmara Municipal para prestar informações a cerca da falta de medicamentos e de médicos na rede de atenção primária do município de Rio Branco.

A autora do requerimento destacou a importância de dialogar sobre o assunto, para que o poder público possa esclarecer à população sobre o que será feito para solucionar essa problemática. Ainda em sua fala, a parlamentar informou que tem realizado estudos e verificou que mais ou menos 17 equipes que atendem nas UBS’s e URAP’s, não estariam mais atendendo e questionou qual seria o encaminhamento da gestão.

‘’Nossos rio-branquenses estão se queixando da falta de medicamentos básicos, de profissionais, de questões essenciais e primordiais pra saúde do nosso povo. Então, hoje é um dia de alegria saber que o nosso trabalho trouxe a essa casa um momento de diálogo, de construção, de soluções, de debate pra que a gente possa levar ao povo aquilo que ele quer, que é solucionar os seus problemas’’ disse a vereadora.

Sobre a falta de medicamentos, a secretária afirmou de 203 medicamentos, apenas 11 estão em falta e que o problema não seria por falta de recursos da gestão e sim pela falta de insumos devido à crise internacional gerado pelos conflitos entre os países da Rússia e Ucrânia.

‘’A falta de medicamento é visível dentro do município, mas não é algo, nesse momento de total falta de competência ou de gestão nossa, enquanto secretária e muito menos a Fernanda (assistente farmacêutica) e do nosso prefeito. Isso nós temos ata de contrato, nós temos recursos, porém, toda essa polêmica de guerra que aconteceu dentro dos países, interferiu bastante na produção de insumos pra determinados medicamentos, já demos uma coletiva um mês atrás, onde nós explicamos toda essa situação e a dificuldade que alguns fornecedores estão tendo de nos entregar especificamente dois medicamentos: o Ibuprofeno e Nimesulida ’’

Em outro momento, a Secretária pontuou a respeito da falta de equipes e médicos na rede de atenção primária do município de Rio Branco. Segundo ela, já estava previsto a saída de alguns médicos para o mês de março do programa “Mais Médicos” e “Médicos para o Brasil”, e destacou que para permanência dos mesmos teria sido realizado uma análise curricular, porém, em alguns faltava a comprovação da especialização em áreas especificas, um dos principais critérios exigidos pelo Ministério Público para contratação dos mesmos e garantiu que a gestão irá realizar concurso público simplificado para contratação de médicos. ''Já está na PGM para análise e que a gente consigo o mais rápido esse concurso’’ , disse a secretária.

Ao final, vereadora Michelle Melo (PDT) solicitou da Secretaria Municipal de Saúde a listagem dos medicamentos que estão em falta e a previsão de chegada dos mesmos. Em resposta,  a secretária informou que irá convocar uma coletiva com a imprensa local, e que  vai disponibilizar a planilha com todas as informações dos medicamentos que estão em falta e a previsão de chegada nas unidades de saúde do município.