NOTA DE REPÚDIO

por Lucivania Marques publicado 15/07/2021 21h46, última modificação 15/07/2021 21h46

A CÂMARA MUNICIPAL DE RIO BRANCO, através da sua Mesa Diretora, vereadores e a Comissão de Direitos da Mulher, vem a público repudiar as declarações feitas em entrevista aos sites de notícias locais concedidas pelo Secretário Municipal de Saúde, Frank Lima, em desfavor da vereadora Michelle Melo (PDT) a respeito das acusações de suposto assédio sexual cometido pelo gestor contra a sete servidoras do órgão público.

Em várias entrevistas o secretário afirmou que as denúncias teriam sido motivadas por vingança, após mudanças que ele determinou no Fundo Municipal de Saúde e em consequência também acusou a vereadora Michelle, em entrevista concedida ao site “Noticias da Hora” no dia 13 de julho, onde o secretário afirma que ele seria alvo da vereadora.

Trecho da entrevista:

"Essa vereadora me tomou como alvo especial. Não me furto disso porque sou homem público. Mas eu acho que ela passou dos limites quando ela levou para o campo pessoal. Não conheço de janeiro até agora nenhum projeto dela para melhoramento da Saúde. Deliberadamente. Fez isso na alagação, fez isso com as vacinas, fez isso com as enxurradas dos igarapés. Fez isso quando a gente estava no parque de exposição. São ataques deliberados. Eu tô tranquilo. Eu vou fazer o meu trabalho, ela vai fazer o trabalho dela."

É importante deixar claro que a vereadora Michelle Melo, no cumprimento de suas atribuições como vereadora a qual foi eleita pelo voto democrático do povo, apenas cumpriu o seu papel de fiscalizar e denunciar aos órgãos competentes as informações que lhe foram confiadas pelas mulheres que lhe procuraram voluntariamente, uma vez que a vereadora é vice-presidente da Comissão de Direitos da Mulher nesta casa legislativa, e um assunto de tal gravidade não poderia passar em branco.

 Deste modo, também salientamos que o papel desta casa não é julgar e nem apurar as denúncias, as mesmas devem ser feitas pelos órgãos de fiscalização competente, nesse caso o Ministério Público Estadual, mas sim legislar e principalmente fiscalizar o poder público, bem como as ações de seus gestores.

Esta casa repudia veementemente quaisquer atos de desqualificar o trabalho de seus vereadores e reitera o compromisso com a população e com as mulheres de Rio Branco.

 

Rio Branco – AC, 15 de Julho de 2021

CÂMARA MUNICIPAL DE RIO BRANCO

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.