Na Câmara, N. Lima fala do quadro clínico de Whendy e critica Decreto que impõe a obrigatoriedade da apresentação da carteira de vacinação contra covid-19.

por Lucivania Marques publicado 30/11/2021 15h29, última modificação 30/11/2021 15h29

O vereador N. Lima (Progressistas) usou a Tribuna da Câmara de Rio Branco (CMRB) nesta terça-feira, 30, para falar da situação do filho, Whendy Lima (PSL), que está internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Santa Juliana, em Rio Branco.

Whendy Lima foi internado em estado grave após sofrer Tromboembolismo Pulmonar (PEP), complicação possivelmente desencadeada após uma cirurgia bariátrica.

Visivelmente emocionado, N.Lima afirmou que o filho saiu da situação crítica, mas pediu que os amigos continuem na rede de oração.

“Quero agradecer a todos pela corrente de oração pelo meu filho. Graças a Deus que o momento crítico do meu filho já saiu. Vamos continuar orando e pedindo a Deus o seu restabelecimento. Sábado, estávamos juntos, mas Deus está sustentando, agindo e Deus vai ajudar”, salientou.

Em outro trecho, o parlamentar aproveitou para criticar a decisão do governador Gladson Cameli (Progressistas) em adotar o passaporte vacinal.

“O vereador N.Lima é contra essa medida. O Governo deveria tomar providências que não ofendesse a liberdade do cidadão. O governador deveria tomar medidas para pôr fim a essas festas, isso sim. Essas medidas sim valem a pena, e não impedir a pessoa de ir e vir como está garantido na Constituição”, afirmou.

 

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.