Jarude propõe que Câmara apoie Intervenção Federal na Segurança

por Victor Augusto Farias publicado 05/02/2020 14h53, última modificação 05/02/2020 14h53

O vereador Emerson Jarude (sem partido) propôs aos demais colegas de parlamento na sessão desta quarta-feira, 5, a assinatura de um ofício manifestando o apoio da Casa Legislativa a requisição de uma Intervenção Federal na Segurança Pública do Estado do Acre. O documento já conta com 11 assinaturas e deverá ser encaminhado à Casa Civil na próxima semana.

Apresentando números referentes a casos recentes de violência, Jarude defendeu a relevância da medida, que se aprovada, instaura novas estratégias de Segurança Pública coordenadas pelo Governo Federal.

Em seu discurso, Jarude lembrou que a Segurança não é uma pauta do Legislativo Municipal, mas enfatizou que a Câmara, por representar a população, não pode fechar os olhos para o problema.

“Estamos sofrendo diariamente com a criminalidade. Ninguém pode mais sair de casa com tranquilidade. Nossas polícias estão sucateadas com falta de estrutura, efetivo e tecnologia. Temos delegacias sendo fechadas pela vigilância sanitária no interior do Acre. Existe também um grande problema político-administrativo, onde a cúpula de segurança não consegue definir uma estratégia bem definida por falta de diálogo entre as polícias. Além da ausência do Governo Federal”, defende.

Abaixo Assinado

Com o aumento dos casos de violência em Rio Branco, mesmo ultrapassando as pautas do Legislativo, Jarude vem promovendo soluções para contribuir com a questão. Em Dezembro, ele protocolou uma proposta de 10 ações específicas para melhorar a Segurança Pública no Acre.

Em Janeiro deste ano, o vereador lançou em suas redes sociais um abaixo-assinado pedindo a Intervenção Federal na Segurança Pública do Estado do Acre. Até o momento, o documento possui 3.225 assinaturas.

Assessoria

error while rendering plone.comments