Emerson Jarude é contra redução das sessões ordinárias e pede revogação de ato

por Victor Augusto Farias publicado 06/05/2020 11h15, última modificação 06/05/2020 11h15

O vereador Emerson Jarude (MDB) aproveitou a sessão desta quarta-feira, 6, para falar do seu posicionamento contrário à redução das sessões ordinárias da Câmara Municipal. A Mesa Diretora decidiu que as sessões serão realizadas apenas as quartas-feiras.

Até semana passada, as sessões online ocorriam de maneira remota duas vezes por semana, às terças e quartas. Não houve votação, nem discussão sobre a mudança por parte da Mesa Diretora.

Segundo o vereador, o ato vai contra o Regimento Interno da Casa. “Não concordo com essa decisão da Mesa Diretora. Acho totalmente equivocada e a forma como foi feita, não foi correta. O Regimento Interno define as sessões ordinárias todas as terças, quartas e quintas. Toda e qualquer alteração tem que passar por um projeto de resolução e tem que ser votado”.

Jarude destaca que o momento de crise sanitária e econômica devido a pandemia de coronavírus pede mais debates por parte do plenário, e não o contrário.

“Se a gente não tem sessão, não daremos transparência ao nosso trabalho. Nesse momento de pandemia, Rio Branco está recebendo mais recursos. Muitas solicitações e reclamações estão chegando. Estamos sendo cobrados! E de fato a população tem razão”.

O vereador também chamou atenção para a crise econômica que afeta as instituições privadas de ensino e propõe a suspensão do ISS para essa categoria.

“Precisamos ajudar essas pessoas que estão passando por momento de dificuldade. O numero de inadimplência aumenta em 50%, e é obvio que quando as empresas começam a ter prejuízo, os profissionais, os professores e empregados são demitidos. Vale a pena a prefeitura olhar com mais atenção para essa suspensão para que possamos dar um pouco de fôlego para essas instituições”.

error while rendering plone.comments