Em audiência pública para debater abertura do comércio, entidades representativas cobram fiscalização e campanha massiva de conscientização

por Lucivania Marques publicado 05/03/2021 15h23, última modificação 05/03/2021 15h23

Na manhã desta sexta-feira (05) a Câmara Municipal realizou a Audiência Pública para debater a situação do comércio durante a crise sanitária que o estado vivencia.

 A audiência contou com a participação dos Conselhos Estadual e Municipal de Saúde, dos Ministérios Públicos Estadual e Federal, OAB, Conselho Regional de Medicina, ABRASEL, Representantes das Entidades Comerciais de Rio Branco.

O autor do requerimento, o vereador Adailton Cruz (PSB) fez as considerações iniciais apontando questionamentos acerca das medidas de restrição do comércio e os prejuízos sanitários e econômicos acarretados pela pandemia.

Questionado sobre se realmente o comércio estaria causando a disseminação do vírus, Dr. Gláucio Oshiro – Promotoria Especializada de Defesa da Saúde - disse que o que está faltando é uma campanha de fiscalização, combate e prevenção da covid-19  “A decisão do comitê foi em abrir os estabelecimentos em 20% pois foi observado que a população não estava seguindo as normas, e isso de fato, acarretou a disseminação do vírus, então é necessário uma campanha de fiscalização para conscientizar não somente a população, mas também os empresários que não estejam cobrando essas medidas em seus estabelecimentos”.

Paulo Brum – Pres. Associação Brasileira de Bares e Restaurantes, ratificou a importância da fiscalização e  defendeu a intensificação de uma campanha massiva de conscientização da população “O comércio precisa respirar e nos sabemos que só o delivery não paga nossas contas, concordo com a fiscalização, mas acredito que é necessário por parte do poder público uma campanha para dizer para as pessoas que a Covid mata, por isso peço mais uma vez  ajuda desta casa legislativa para intensificar essa campanha”

A representante do Conselho Estadual de Saúde relatou sobre a preocupação da falta de orientação por partes dos poderes públicos e afirmou que é de suma importância alertar a população que mesmo após a imunização deve-se se manter os cuidados de prevenção.

Finalizada as falas dos participantes, o Vereador Adailton Cruz fez um apanhado dos debates e tencionou a apresentação de Projeto de Lei visando a regulamentação do comércio em meio à pandemia da Covid-19. O autor do requerimento sugeriu ainda, como encaminhamento, a formação de uma Comissão Especial de Acompanhamento da Covid-19 na Câmara Municipal de Rio Branco. A Vereadora Lene Petecão (PSD) sugeriu, também como encaminhamento, a adoção do modo home office aos servidores públicos, das esferas municipal, estadual e federal, de atividades não essenciais, como forma de combate à proliferação do vírus; bem como a participação da Câmara no Comitê Estadual de Enfrentamento Acre sem Covid.

 

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.