Em Audiência Pública, Câmara debate aumento das contas de energia no Acre

por Lucivania Marques publicado 29/09/2021 15h52, última modificação 29/09/2021 15h52

A Câmara de Rio Branco realizou nesta quarta-feira (29), Audiência Pública para debater o aumento das contas de energia na capital. O autor do requerimento, vereador Rutênio Sá (Progressistas) contextualizou o cenário motivador para realização da presente audiência, destacando os relatos de populares com dificuldades no pagamento da tarifa de energia elétrica, com valor inflacionado, em meio às crises hídricas e financeiras do país.

“Como representante da população espero que a empresa pense no bem estar da população, eu sei que toda empresa vive do lucro, seria anseio da população que invista em algum sistema que possa minimizar o peso na conta no bolso do consumidor e que nossos órgãos de controle, de fiscalização e defesa do consumidor estejam sempre atentos para coibir eventuais abusos’’, disse o progressista.

Ricardo Xavier – Diretor Técnico e Comercial da ENERGISA Acre destacou os diversos fatores que justificam a cobrança da bandeira vermelha nos períodos de julho a setembro e isentou a Energisa da regulação da tarifa.

“Esse variação das bandeiras tarifárias está relacionada às instabilidades climáticas típicas da região amazônica, agora é importante destacar que esses valores não são determinados pela Energisa, esses valores são determinados pelo Governo Federal através da ANEEL, que uma vez por ano avalia todos esses custos e chega no valor da tarifa que é praticado hoje”, disse o Diretor da Energisa.

Na sequência, o gestor repassou os canais de atendimento da Energisa e colocou a empresa aberta a ouvir as demandas dos clientes, apresentou dicas e informações referentes à redução do consumo em meio ao cenário da crise hídrica.

Alana Carolina Albuquerque – Diretora – Presidente do PROCON reiterou a atuação do PROCON em defesa dos consumidores e destacou a importância de políticas públicas de proteção e acesso à informação por parte dos munícipes.

‘’Temos dialogado muito com eles, realmente existem muitas falhas, até mesmo pelo público que é muito grande, acaba sendo a empresa mais reclamada, mas eles têm buscado realmente tentar entender a população, e a gente precisa encontrar soluções por meio de políticas públicas‘’, disse Alana.

Ainda em sua fala, a Diretora do PROCON destacou que recentemente entrou em vigor o Projeto que cria a Tarifa Social de energia, para atender a população de até meio salário mínimo. Com isso podendo ajudar essas pessoas com desconto no pagamento da energia.

Camila Lima - Chefe do Departamento de Atendimento de Fiscalização do PROCON Acre, enfatizou que o PROCON em parceria com a Energisa, irá realizar um treinamento com seus servidores para melhor entendimento das contas de energia, e assim poder esclarecer melhor para a população os valores questionados.

Vereadora Lene Petecão (PSD) propôs agenda para encaminhamento com representantes do Órgão (PROCON/AC), a fim de tratativas para elaboração da proposta, na forma de projeto de lei, visando à criação do PROCON municipal, a ser apresentado conjuntamente aos vereadores: Francisco Piaba e Rutênio Sá.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.