Criação de hortas comunitárias em terrenos baldios será apresentado em projeto pelo vereador Juruna

por Victor Augusto Farias publicado 16/04/2019 12h48, última modificação 16/04/2019 12h48

O projeto de criação de hortas comunitárias orgânicas foi tema do pequeno expediente na manhã do dia 16, com o vereador José Carlos Juruna (sem partido). O vereador explicou que o projeto deverá ser apresentado a casa, em seu inteiro teor no próximo dia 30. 

O vereador afirmou ainda que o objetivo do projeto é aproveitar terrenos baldios em cultivos de hortaliças e legumes que deverão ser distribuídos em escolas e creches municipais, bem como entidades sem fins lucrativos e ainda evitar focos de doenças como dengue, zika e  chikungunya. “Existem muitos terrenos baldios, tanto do município quanto particulares, como do Estado. Os terrenos só servem para acúmulo de lixo ou para vândalos esconderem produtos ilícitos”, relatou Juruna.

Em contra partida os beneficiários deverão se responsabilizar pelo cercamento da área, limpeza, prevenção de erosão, utilização de água da chuva para irrigação e implantação do sistema de compostagem para os resíduos orgânicos. “Já entrei em contato com o Instituto Federal do Acre – Ifac, WWF, Secretaria Municipal de Agricultura Familiar e Desenvolvimento Econômico – Safra e também com o Ministério Público Estadual que estão ajudando na elaboração do projeto”, relatou o vereador.

Juruna, destacou ainda que no caso das hortas em terrenos públicos, 30% dos produtos cultivados deverão ser destinados as escolas municipais, creches e outros. Já as hortas montadas em terrenos particulares a porcentagem de distribuição deverá ser de 10%.

“Os pretendentes deverão apresentar um plano de plantio, manejo e tratamento de resíduos orgânicos elaborado com auxílio de órgão municipal ligado a agricultura, no caso,  a Safra”, explicou.

error while rendering plone.comments