CPI do Transporte Público ouve Anízio Alcântara, superintendente da RBtrans

por Lucivania Marques publicado 20/04/2022 10h58, última modificação 20/04/2022 10h58

A Comissão Parlamentar de Inquérito que visa a fiscalização do setor do transporte público de Rio Branco, recebeu nesta terça-feira (19), o Superintendente de Transporte e Trânsito de Rio Branco (RBtrans), Anízio Cláudio de Oliveira Alcântara, que foi ouvido na condição de testemunha no inquérito da CPI.

Questionado a respeito de prazos para melhorias para o transporte público e também sobre a funcionalidade dos terminais de integração, Anízio respondeu que as linhas de ônibus devem ser reorganizadas e, possivelmente, nessa gestão, o terminal de integração da Universidade Federal do Acre (UFAC), deve ser reorganizada e continuar funcionando, já os outros, ele afirmou que não estão mais em funcionamento pois deixaram de atender a demanda e por isso teriam sido desativados, como é o caso do terminal da Cidade do Povo.

Ainda em sua fala, o superintendente destacou, que a frota de ônibus da capital no momento esta composta por 82 veículos, mas devido o aumento da procura já existe a necessidade de aumentar para 100 veículos, para atender melhor a população.

"As aulas estão iniciando e imaginamos que daqui a três a quatro meses tenhamos 120 veículos na cidade. Já passa ser interessante, com frequência maior, com conforto maior para o usuário do transporte público. Isso sempre melhora com o aumento da frota e tem que estar relacionado à demanda, que tem que ter um equilíbrio, tem que se pagar. Conforme a demanda, aumenta a frota "  destacou o superintendente.