Câmara realiza Audiência Pública para debater violência doméstica no contexto da pandemia

por Lucivania Marques publicado 22/03/2021 16h15, última modificação 23/03/2021 10h13

Na manhã desta segunda-feira (22) a Câmara Municipal de Rio Branco realizou audiência pública para debater a situação do aumento de números sobre violência doméstica contra a mulher durante o atual período da pandemia.

A audiência foi realizada de forma virtual e contou com a participação da Drª. Patrícia Rêgo, Procuradora de Justiça do Ministério Público, Shirlei Hage,  da representante da Comissão da Mulher/ OAB, Isabela Fernandes, Subcoordenadora da Patrulha Maria da Penha/PMAC, 2ª Tenente Priscila Siqueira de Castro, Lidiane Cabral, representante da Militância Feminina e da Jornalista Gina Menezes.

A autora do requerimento, vereadora Lene Petecão, delineou a importância da presente audiência e discorreu acerca dos reflexos, na sociedade, advindos com a prática da violência contra a mulher no município “O nosso papel é buscar políticas públicas para coibir essa violência com as mulheres, é lamentável que nosso estado esteja no topo desta triste estatística. Sei que a minha voz não esta sozinha, por isso agradeço imensamente a presença dos poderes para debater esse assunto e juntos demandarmos os encaminhamentos necessários”

A Procuradora de Justiça, Dra. Patrícia Rêgo defendeu o ensino de políticas de gênero, visando a desconstrução do machismo na sociedade “O problema da sociedade brasileira, enquanto nós não passamos por educação, no direito, nas políticas públicas, não iremos avançar, as estatísticas continuarão as mesmas. Esse é o papel importante desta casa”.

Lidianne Cabral, representante da Militância Feminina, destacou as ações de combate ao feminicídio e, como encaminhamento ao poder público, sugeriu a reativação do programa REVIVA – Centro de Proteção à Mulher, e o desenvolvimento de projetos, por parte do Legislativo, visando o incentivo à atuação feminina nas Casas de Poder.

Após as considerações dos convidados e dos demais vereadores, a vereadora Lene Petecão concluiu sugerindo a união dos órgãos de poder visando à criação de projetos e políticas de amparo à mulher.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.