𝑩𝒂𝒓𝒃𝒆𝒊𝒓𝒐𝒔 𝒎𝒂𝒊𝒔 𝒂𝒏𝒕𝒊𝒈𝒐𝒔 𝒅𝒆 𝑹𝒊𝒐 𝑩𝒓𝒂𝒏𝒄𝒐 𝒓𝒆𝒄𝒆𝒃𝒆𝒎 𝒉𝒐𝒎𝒆𝒏𝒂𝒈𝒆𝒎 𝒏𝒂 𝑪𝒂𝒎𝒂𝒓𝒂 𝑴𝒖𝒏𝒊𝒄𝒊𝒑𝒂𝒍

por Victor Augusto Farias publicado 04/12/2019 15h23, última modificação 04/12/2019 15h23

Eles viram gerações sentarem nas poltronas de suas barbearias e continuam exercendo seus talentos até hoje. Cinco dos barbeiros mais antigos de Rio Branco, com mais de 50 anos de profissão, em média, foram homenageados nesta quarta feira, 4, na Câmara Municipal de Rio Branco.

Ziza Alves da Costa, do Salão do Ziza, Francisco Nogueira da Cruz e Francisco de Assis Costa, do Salão Rio Branco, Francisco Natalino Pinto, atualmente na Barbearia Dom Bigode e Adelson Soares da Silva, que atua no mercado do bairro 15, foram os homenageados com Moções de Aplauso e Reconhecimento, representando também toda a categoria que se renova dia após dia.

A iniciativa partiu do vereador Jakson Ramos (PT), que decidiu homenagear esses profissionais que cuidam do cabelo e da aparência de crianças, jovens e adultos há décadas na capital acreana.

"Muitas vezes nós esquecemos de homenagear nossos idosos, aquelas pessoas que carregaram o peso da construção da história das nossas cidades e Estados, das nossas sociedades. Pensando nisso há algum tempo, tomei a liberdade de solicitar essa homenagem aos barbeiros mais antigos da cidade de Rio Branco. Então para a Câmara Municipal é uma honra ter o serviço desses profissionais prestados ao município", pontuou Ramos.

Aos 81 anos de idade, o barbeiro Ziza agradeceu a homenagem e destacou parte do que a profissão lhe proporcionou. "Eu sou um garoto, tenho 81 anos. São mais de 60 anos de profissao, mas gracas a Deus eu criei sete filhos e estão todos educados, muito mais do que eu (...) mas quero dizer que eles todos estao encaminhados e tudo foi através desse trabalho. Estamos aqui muito agradecidos pela honraria de ele [doutor Jakson Ramos] ter lembrado de nós. E eu quero dizer pra vocês que a gente fica sempre com muita gratidão quando temos pessoas que consideram a gente", disse.

O barbeiro Francisco Assis, natural de Pernambuco, se disse grato pela honraria e contou como a capital acreana o acolheu desde que chegou ao Estado. 

"Nós estamos gratos  por sermos reconhecidos pela sociedade, principalmente pelo nosso vereador doutor Jakson Ramos. Aqui nessa cidade de Rio Branco, graças a Deus, é um pedacinho do Brasil que nos acolhe do jeito que a gente é. Eu como sou pernambucano, mas acreano porque tenho filho que se formou aqui, vivemos aqui, e eu sou grato ao grande arquiteto do universo por estar vivendo até hoje porque nós dá essa grandeza de estar sempre com saúde, em paz, é ter esses amigos que a gente tem e esse reconhecimento que temos aqui. Só posso agradecer a todos que nos receberam com tanto conhecimento e gratidão pelo nosso trabalho, porque essa vida é passageira. Eu vivo cada dia fazendo um amigo, porque foi isso que meu pai me ensinou. Sou grato a todos os senhores e ao Acre", finalizou Assis.

 

Além dos presentes, também foram lembrados grandes nomes que partiram deixando seu legado, a exemplo dos barbeiros José e Nilo Roque Macedo, João Cristóvão de Oliveira, o  Jucá, Anacleto Batista Barbosa, Osvaldo Nogueira de Queiroz, Raimundo Evanir Bezerra, o “seu Bigode”, e Vilmar Mesquita.

error while rendering plone.comments