Audiência Pública – Câmara de Rio Branco debate Assistência farmacêutica no município

por Lucivania Marques publicado 26/04/2021 14h35, última modificação 19/05/2021 13h19

Atendendo o requerimento do vereador Adailton Cruz (PSB), a Câmara municipal de Rio Branco realizou na manhã desta segunda-feira (26) Audiência Pública para debater a assistência farmacêutica no município. A audiência contou com a participação do Secretário Municipal de Saúde, Frank Lima; Fernanda Chelotti – Coordenadora da Assistência Farmacêutica do Município; Isabela de Oliveira – Conselheira do Conselho Estadual de Saúde; João Batista de Lima – Presidente do COREN.

O vereador Adailton Cruz, autor do requerimento, defendeu que o fornecimento de medicamentos deve ser de forma interrupta, e fez questionamentos sobre as políticas públicas implantadas no município para resolver esse anseio da população “Medicamento é necessidade essencial, precisamos debater juntos para podermos encaminhar soluções que de fato, venham contribuir para diminuir esse déficit desta oferta ” pontuou o vereador.

A Coordenadora da Assistência Farmacêutica do Município- Fernanda Chelotti, disse que atualmente a Relação de Medicamentos Essenciais do Município (REMUME) conta com 203 itens e que hoje o município atende 57 farmácias e a farmácia do INTO. Em relação à dispensação de medicamentos aos finais de semana a coordenadora firmou que algumas URAPS, como é o caso da Roney Meireles, funcionam até às 13h, e que a Urap Maria Barroso e a farmácia no Into funcionam durante o final de semana.

Secretário Municipal de Saúde – Frank Lima, declarou-se aberto a discussões sobre políticas de ampliação da assistência farmacêutica no Município e falou sobre as ações realizadas para melhorar o atendimento nas unidades básicas de saúde –UBS “ Tomamos a decisão de colocar a medicação em todos os postos, as nossas farmácias estão abastecidas e temos todo o cuidado para que não falte os medicamentos. Queremos levar a saúde para perto do povo, lá no bairro mesmo ele pode consultar e já levar seu medicamento”

Ainda em sua fala, o secretário concordou com a ampliação da dispersão dos medicamentos e não descartou a possibilidade do funcionamento 24 horas “Estamos atentos a essa necessidade e estamos estudando os caminhos, juntamente com a nossa equipe, para que essa ampliação ocorra’’ afirmou o secretário.

O vereador Adailton Cruz finalizou a audiência pontuando a satisfação com o posicionamento do secretário para a causa e voltou a defender, via proposta legal, a alteração da Lei Orgânica do Município a fim da otimização da assistência farmacêutica em Rio Branco.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.