Arnaldo Barros questiona sobre proibição do funcionamento das igrejas aos finais de semana.

por Lucivania Marques publicado 15/04/2021 15h06, última modificação 15/04/2021 15h06

Na sessão remota desta quinta-feira (15) o vereador Arnaldo Barros (Podemos), pontuou sobre as dificuldades que as igrejas estão passando devido ao decreto governamental que proíbe abertura aos finais de semana. O parlamentar defendeu as aberturas dos templos como serviços essenciais à população citando o artigo 5º inciso VI da Constituição, onde ressalta que a igreja e essencial tendo liberdade de cultuar.

‘’As igrejas são importantes para nosso estado, a igreja e a clínica da alma, nós fazemos um trabalho hoje que é muito importante para nossa população e que é essencial. Nós tratamos os viciados em drogas, caráter de famílias que estão se separando, pessoas com depressão ‘’ disse o vereador.

Arnaldo Barros também questionou as aglomerações em supermercados, transportes públicos e nas casas loterias “Esses locais muitas vezes estão sem as devidas medidas governamentais de segurança contra ao COVID-19 e continuam funcionando, então por qual motivo só a igreja não? questionou o vereador.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.