Após requerimento rejeitado, Jarude diz que mandará oficio à PMRB solicitando relação das ruas asfaltadas pela operação “Tapa buracos”

por Lucivania Marques publicado 11/05/2022 15h45, última modificação 11/05/2022 15h45

Na sessão desta quarta-feira (11), o vereador Emerson Jarude (MDB) criticou a postura dos colegas do parlamento pela não aprovação do requerimento que cobrava do prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom, o nome das 870 ruas que foram beneficiadas em 2021 pela Operação Tapa-buracos da Emurb.

"Fico triste em encontrar uma Câmara tão refém, eu esperava que isso aqui não se transformasse numa “bocalândia”. Infelizmente, é uma rendição que está acontecendo ao prefeito que não pode acontecer nessa Casa. É uma incoerência de discursos, mas a gente continua fazendo a nossa parte”, disse o vereador.

Ainda em sua fala, o parlamentar informou que irá apresentar um ofício solicitando diretamente à prefeitura de Rio Branco e disse que caso não seja atendido a solicitação, irá entrar na justiça e recorrer a Lei de acesso à informação.

‘’Transparência com a boa aplicação dos recursos públicos coisa que até o presente momento não tem feito, transparência com o pagador de impostos, não faz sentindo algum nenhum você ocultar informação’’,  declarou o vereador.

Em outro momento, o orador tratou da falta de infraestrutura nas escolas da rede municipal e fez denúncias de que, na tentativa de contribuir para o funcionamento das escolas e com o ensino das crianças, funcionários e professores estaria pagando para realizar serviço de limpeza das mesmas.

‘’As escolas que visitei estão abandonadas e nós estamos registrando aqui na Câmara a falta de reparos, a falta de cuidados com as escolas e principalmente a falta de compromisso e planejamento, estamos encontrando professores que estão tirando dinheiro do bolso para roçar as escolas, porque a prefeitura com 700 homens para esse serviço, não dá conta nem de  limpar as escolas’’  concluiu o vereador.